American Music Awards 2010: a premiação dos playbacks e medleys!

Finalmente, algo de diferente aconteceu no mundo da música: o American Music Awards 2010! O AMA deste ano ficou marcado na história como a premiação oficial dos playbacks e dos medleys, sem dúvida nenhuma! A premiação foi relativamente boa, pois teve 20 performances de grandes nomes, mas quem viu pela TV, viu que ao decorrer das 3 horas de premiação tudo começou a ficar meio “cansativo”. Não só contando isso, esse foi o ano da superficialidade … todos se acham no posto de julgar o playback de Britney Spears, mas quando a coisa fica séria, todos usam do mesmo artifício! A dança em si ganhou o show, pois os vocais ou ‘quase-vocais’ estavam tão fracos, mas tão fracos, que Ke$ha precisou de autotune ao vivo para proseguir com o show.

Bom, começando pelos prêmios … Justin Bieber foi a sensação da noite e levou prêmios super concorridos .. entre eles, o “Artista do Ano”. Nesse momento, aposto que todos que estavam assistindo, sentiram percorrer pelo corpo, um leve sentimento de ódio. Justin derrotou artistas como Katy e Gaga. Éh, foi avisado que era por votação. Infelizmente as crianças irracionais dominam o mundo. Mas para compensar a facada, Justin foi gentil e carismático ao receber os prêmios. Justin foi o único artista á levar 4 AMAs para casa … os demais levaram apenas um, exceto o Usher e o Eminem que levaram 2 cada.

PERFORMANCES

Claro que um evento á altura de grammy, no mínimo merecia uma abertura que realmente fosse interessante e excitante: foi o que a Rihanna fez! No geral, não se teve uma MELHOR PERFORMANCE, pois todas foram de fato boas, mas Rihanna merece um destaque adicional. A cantora subiu ao palco para abrir o espetáculo sozinha e assim, fez um dos melhores shows da noite. Logo de início nós sabiamos o que estava a nossa espera: muito playback, medleys, estouros e luzes! Rihanna fez um medley de “Love The Way You Lie (Part II)”, “What’s My Name” e “Only Girl (In The World)” e finalmente fez um show digno em meses. Vale lembrar que Rihanna ficou sozinha no palco um bom tempo apenas rebolando (o que fez com que todos mantivessem os olhos na tela) ate que seus dançarinos chegassem em “Only Girl (In The World)”. Entre os melhores shows da noite estão Rihanna, Usher (que deu um verdadeiro show de dança), Ne-Yo (que ficou ridiculo tentando similar algo ao Michael Jackson, porem, os ótimos vocais o-salvou) e Black Eyed Peas (que apresentou a música mais repetitiva de toda uma carreira e coisas futurísticas que todos já viram).

Depois de Rihanna, eis que surge Enrique Iglesias, que animou a platéia com “Tonight” e “I Liked It”. O nervorsismo era visível e creio que isso atrapalhou (e muito) o show dele. Uma das maiores surpresas da noite, foi Miley Cyrus. Na verdade, chega a ser uma decepção. Depois de um sucesso absurdo com a performance no EMA, Miley parece que resolveu regredir e cantou “Forgiveness And Love”. Foi um susto para quem esperava algo estrondoso e de qualidade. Os vocais forçados dela não agradaram e sinceramente, ela fez a pior apresentação de todo o AMA. Mas calma, teve outros que não acertaram de jeito nenhum .. como é o caso de Katy Perry.  Definitivamente Katy não serve para cantar “Firework”. Há umas 3 semanas, Katy vem estragando a música em lives cada vez mais piorados. Desta vez Katy apostou num coral infantil e ideias repetidas. Nada de inovador .. ate os homenzinhos com fogos brilharam mais que ela. O playback soou tão feio .. isso nos fez pensar: como existem cantores que mal conseguem cantar as próprias músicas?

Puff Daddy e Kid Rock fizeram shows apenas medianos, não foram péssimos, mas tambem não foram um sucesso! Já Justin Bieber também apostou no coral e parece que tudo ocorreu bem. A música era ótima e os vocais do jovem foram a grande suspresa! De fato vemos o quanto Justin cresceu e melhorou deste o Video Music A! A performance de “Pray” marcou a evolução do Bieber, pois ele foi um dos poucos que cantaram uma música 100% ao vivo!

Logo após a performance do Justin, foi a vez de Bon Jovi performar! Um show!! A performance começou bem calma, mas em “It’s My Life” o público enlouqueceu e tudo ocorreu bem, assim como no EMA. Bom, depois de tantas decepções, a tristeza da vez foi assistir á Pink dar sua pior prova de falta de criatividade! Com uma mega produção montada, o máximo que P!nk fez foi ‘zoar’ e ‘desafinar’ em “Raise Your Glass”. Tudo bem que ela está grávida e lançando seu álbum Greatest Hits, porem, nada justifica a péssima performance. E só para constar, foi muito desagradável ouvir (e ver) o playback tocando e ela andando pelo palco como alguém que nem ensaiar o show ensaiou!

Entre os shows bem sucedidos, Taylor, Ne-Yo e Kesha entram na lista com prioridade. Mas também não é o caso de Christina Aguilera, que pela primeira vez decepcionou os fiéis fans. Com um cenário pobre e muita poluição visual, Christina estava pronta no palco para cantar “Express”. Era uma das mais esperadas, ate que apareceu! Na verdade, o que era pra ser um verdadeiro show, não lembrou em nada a grandiosidade de “Burlesque”. Christina só soube mexer o bum bum e cantar, mas a dança em si ficou para trás. A nova versão de Gimme More só nos fez lembrar porque Christina está cada vez mais “flopada” e esquecida.

E no final, tivemos o prazer de ver Usher apresentando um remix do seu hit “DJ Got Us Falling In Love” no melhor estilo Pussycat Dolls. Claro que o playback também aconteceu e mesmo assim, o brilho do show só reforçou o poder de Usher! E agora, para finalizar, assistimos com gosto a performance animada e discontraida dos Backstreet Boys e New Kids On The Block. Foi realmente gostoso relembrar sucessos das boybands. Nós só achamos que eles já ultrapassaram a idade para fazer dançinhas do tipo Mickey Mouse. Mas tudo bem, um dos melhores momento de todo o AMA ficou para o final. Ai meu Deus, porque Lady Gaga não estava presente para salvar mais uma premiação?!

No entanto, é bom ressaltar que não teve ninguém totalmente fracassado, mas sim, as decepções rolaram soltas. Em comparação ao VMA e ate mesmo ao EMA, o American Music Awards está cada vez está mais á frente. Algo clássico, moderno, bem produzido e grandioso nós assistimos. Abaixo, confira a lista de vencedores:

Soul/R&B Album: Usher, “Raymond v. Raymond”
Soul/R&B Female Artist: Rihanna
Soul/R&B Male Artist: Usher
Pop/Rock Album: Justin Bieber, “My World 2.0.”
Pop/Rock Band, Duo or Group: The Black Eyed Peas
Pop/Rock Female Artist: Lady Gaga
Pop/Rock Male Artist: Justin Bieber
Rap/Hip-Hop Album: Eminem, “Recovery”
Rap/Hip-Hop Male Artist: Eminem
Country Band, Duo or Group: Lady Antebellum
Country Album: Carrie Underwood, “Play On”
Country Female Artist: Taylor Swift
Country Male Artist: Brad Paisley
Contemporary Inspirational Artist: MercyMe
Soundtrack: “Glee: The Music, Volume 3 – Showstoppers”
Latin Music Artist: Shakira
Alternative Rock Artist: Muse
– Adult Contemporary Artist: Michael Buble
– Breakthrough Artist: Justin Bieber
– Artist of the Year: Justin Bieber

Anúncios

Publicado em 22/11/2010, em American Music Awards. Adicione o link aos favoritos. 40 Comentários.

  1. Nem sei pq parei pra ler isso…Aff Miley Cyrus canta sempre forçando a voz,então se forgiveness and love,não ficou bom,nada ficaria.Alem disso ela tah lançando um novo single,mais romantico,e acerta nisso,pois a musica cantada no EMA pode ter causada,mas não trouxe frutos,nem na billboard entrou,diferente de “when i look at you” que fez muito sucesso!!!!!!!!!!!!Fato a unica musica dançante de qualidade do album Can’t be tamed,é ela mesma a que dá titulo,logo melhor lançar uma baladinha
    Sobre Katy…ela pode ter desafinado sim,mas mostrou ser uma artista de vdd,pios não usou playback,foi na voz mesmo.E é uma artista excelente
    Sem duvidas a melhor performance foi de Rihanna.
    primeiro vc diz que nem tem como escolher a melhor pq todas foram boas,depois fala que Miley foi uma decepção e Katy não ficou atras aff

    • Pois é ne . Todas de fato foram ‘ok’, .. as melhores, eu citei, e as piores também. Se você olhar ao redor, verá que essa é a opinião predominante… Katy não fez seu melhor . doa a quem doer …

      • concordo que Katy não faz seu melhor,mas vc mesmo assim entrou em contradição ao dizer que todas foram boas,depois criticar algumas.Eu sou fã da Katy mas tbm não curtiii,agora Miley achei muito boaa!!!!!

  2. a rihanna é 10, o destaque da noite

  3. olha, o site errou um pouco, mas mesmo assim, a opinião está ótima e adorei as criticas, QEM ACHAR RUIM, QUE SE MORDAM …

  4. Rihanna foi o destaque da noite .

  5. A verdade é que se a Christina Aguilera estivesse com o corpo magrelo do clipe de “Not Myself Tonight”, a crítica teria sido outra.
    90% das pessoas esquecem que os artistas( cantoras e atrizes são as maiores vítimas desses comentários ) não são feitos de plástico e também menstruam, fazem cocô, gostam de comer umas besteiras e não são obrigadas a viver de rúcula e esteira. Creio que grande parte das pessoas não tem barriga de tanquinho e não se sentem feias por isso.
    Depois da Christina Aguilera, o MELHOR da noite foi o Kid Rock. O cara fez algo simples e genial.
    Gosto muito da Katy Perry, porém, ela é apenas uma cantora de estúdio.
    P!nk é outra que gosto muito e acompanho desde sempre…Porém seus FÃS tiveram que dobrar suas línguas pois ela fez um puta de um playback, algo que ela “jamais faria, pois é uma cantora de verdade e prefere um ao vivo mal feito do que um playback”.
    Usher foi péssimo e ponto.
    Não tive paciência pra ver a filha da Elba Ramalho e nem aquela ex Disney; coloquei a tv no mudo nessas horas.
    Rihanna foi EXCELENTE! Por mim, esse American Music Awards se resumiu a 3 grandes nomes:

    1 – Christina Aguilera
    2 – Kid Rock
    3 – Rihanna

    Os outros? Ah, sim…Estiveram lá.

    • Concordo plenamente. Christina tem sido bastante criticada, mas infelizmente, me doeu muito dizer o que disse, mas ela não fez nada com entusiasmo. Foi simplesmente desanimador … ela poderia ter se dado mais .. enfim,

  6. filho , a Christina cantou divinamente bem , apesar de ter errado varios passos . Katy Perry amo , apesar de ter q concordar com vc !.

  7. RAUL, FALOU E DISSE!
    Você quer um comentário útil? Ótimo, te faço um agora. Teu texto ficou pessimo, e eu fiquei com pena de te critiar antes.

    Sobre a construção do texto e o uso do português:

    -Você cometeu vários erros gramaticais, de ortografia, pontuação, acentuação, os quais você poderia ter evitado caso tivesse revisado o texto que você mesmo escreveu, quantas vezes fosse necessario, ou pelo menos jogado no Word.

    -Você também não soube usar um vocabulário na norma padrão da língua portuguêsa. “Flopada”? Duvido você já ter lido isso em algum jornal, livro, ou outra publicação séria.

    -São perceptíveis diversas incoerências ao longo do texto, um exemplo claro disso é que no título e introdução do texto, você chama o AMA desse ano de “premiação dos playbacks”. Você critica o playback durante todo o texto, de maneira exaustiva e repetitiva e no final, fala que o AMA está a frente das demais premiações. Oi? Se essa premiação foi regada à playback, ela é a melhor premiação de todas? Essa foi a incoerência de maior destaque, mas há outras menores, como o fato de você falar que o AMA é “clássico” e “moderno” ao mesmo tempo. Clássico e moderno são características opostas, a menos que haja um contexto favorável, tudo bem? Não vou entrar em detalhes sobre as outras incoerências. Ah, e quando eu lembro de uma premiação verdadeiramente clássica, eu lembro do Grammy.

    Sobre a sua opinião, percebe-se que você ainda tem muito a aprender. Ficou claro que, para você, uma boa coreografia é muito melhor que uma boa voz. Vou comentar só sobre as apresentações que eu vi:

    Rihanna – Voce comentou que a apresentação dela teve um “destaque adiciona”l, o qual você ñ deixou claro para os leitores qual foi, e elogiou o fato dela dançar sozinha por duas músicas. Ao meu ver, a apresentação da Rihanna também foi a melhor, mas sinceramente, não teve nada que não tivesse nas outras apresentações. Ela desafinou mais do que a Miley Cyrus enquanto cantava, utilizou da base de fundo durante alguns momentos, e o fato dela dançar sozinha por alguns instantes não quer dizer que ela é mais capaz que os outros.

    Enrique Iglesias – Concordo com o pouco que você falou dele. Só não acho que ele foi prejudicado pelo nervosismo em momento algum.

    Miley Cyrus – Ela também me surpreendeu, mas de um bom jeito. Apesar da apresentação dela não ter nada de alegórico, como danças ou luzes, ela deu um show no quesito vocal. Miley conseguiu cantar quase perfeitamente, só desafinando um pouco no final, quando os vocais se tornavam mais agudos. Na minha opinião, ela desafinou muito menos que os outros artistas, e a voz dela ficou tão semelhante à versão em estúdio, que eu no começo eu estava em dúvida se ela realmente estava cantando ao vivo. E apresentações não precisam ser estrondosas para serem boas.

    Katy Perry – Desafinou um pouco sim, mas soube segurar o show. Não houve playback na apresentação dela, ao contrário do que você fala. E não é porque ela usou elementos semelhantes ao da sua apresentação do EMA que a apresentação dela foi um lixo. Eu mesmo já vi artista repetir a mesma apresentação com a mesma coreografia mais de uma vez.

    P!nk – Ela, ao contrário do que você fala, não fez playback. Como já comentaram a cima, ela apenas usou uma base de fundo, o que é mais do que normal em apresentações do tipo, e cometeu o erro de parar de cantar em alguns momentos, enquanto fazia os passos mais complexos da coreografia. Isso foi exatamente o que o Usher fez também, o qual você adorou a apresentação. Comentarei mais abaixo.

    Christina Aguilera – Você elogiou os vocais, mas criticou o cenário e a coreografia. Quer dizer que a apresentação dela foi ruim só porque faltou produção? Quer dizer que, para você, apresentações acústicas são todas péssimas?

    Usher – Mais uma vez você fala que um artista usou o playback, ao usar uma base de fundo, mas só porque houve muita dança “no melhor estilo Pussycat Dolls” a apresentação dele foi uma das melhores. Oi? A apresentação do Usher foi, sinceramente, a pior das que eu assisti. Apesar de cantar os versos, não conseguiu cantar um refrão sequer, soltando só umas rimas aqui ou ali. Rimas, isso mesmo, porque a melodia aguda do refrão foi totalmente trocada por algo que mais parecia rimas de hip hop, de tão pausadas e graves que eram, enquanto uma voz robótica por trás, fazia todo o trabalho.

    Backstreet Boys e New Kids On the Block: Você fala que foi gostoso relembrar os sucessos das boy bands, mas que já estão velhos demais para dançarem as danças do Mickey Mouse. Como você queria que eles relembrassem os seus sucessos? Sentados, cantando ao som do violão? Porque que eu saiba, o charme das boy bands nos anos 90, eram justamente as coreografias. Boy band sem coreografia, não é boy band.

    Queria pelo menos, parabenizá-lo pelo esforço de escrever um texto com esse, e expor sua opinião. Espero que dessa vez meu comentário tenha sido mais útil que o anterior.

  8. parabéns pelo texto mal escrito…

    ter que ler: “mantecem”,”alguen”, “mecher” e “nus – quando deveria ser nos” é de virar o estomago.
    Fora a quantidade absurda de palavras sem acentuação como “porem” e “fieis”
    nus

    • Você realmente se acha no direito de fazer essa crítica ? Se você for perfeita, você pode falar o que quiser, pois certamente não deve errar nunca. E erros deste tipo, não tiraram a credibilidade do texto e de suas idéias.

  9. embora eu tenha adorado a crítica, eu acho que voces exageraram com a Christina .. ela não foi a melhor da noite, .. mas cantou como ninguen! e enquanto aos outros comentarios dos nossos amigos, voces acham digno cantores como tais deixaremm ‘base’ tocando e sair andando? ate pq, hoje em dia eles não se dão mais o trabalho de dublar .. só deixar rolando a musica da bom .. ótima crítica, parabens

  10. Christina Aguilera é tão “flopada e esquecida” e acabou de ganhar sua estrela na calçada da fama e está estrelando um filme ao lado de Cher.
    Flopado é quem não tem talento/dom pra nada.

    • Christina não é FLOPADA .. ela apenas ESTÁ flopada . Christina tem bastante talento, mas tem que saber aproveitar ele todo.

  11. Apesar de ser super fã da Katy Perry concordo com vc, tb me decepcionei, mas a apresentação dela foi incrivel, e infelizmente não posso dizer o mesmo de Pink que só ficou no playback, e no final quando ela só precisava cantar uma nota, desafinou total(Foi Triste) mas foi até boazinha a noite!

    • Isso. Desde quando ‘aquilo’ que a Pink fez foi base ? Base é voce usar a musica de fundo com sua voz .. pra dar uma forçinha .. lamentável não adimitirem isso . Bom, Katy poderia estar melhor, mas ok … cada um tem seu grau de dificuldade, o da Katy, é CANTAR

  12. meu deus cara, você não sabe a diferença entre playback e base? se informa e depois vem postar, tudo bem que Raise Your Glass não foi nenhuma maravilha, mas a P!nk tá grávida e isso gera cansaço e a disposição fica bem menor. A Rihanna foi muito boa, não tenho o que dizer. Faço das palavras do Jordan as minhas. E Justin Bieber a sensação? meu deus, que live mais enjoada. Então é isso (:

    • Se a Britney tivesse feito o que a Pink fez, talvez fosse playback né ? Querido, deixar uma música rolando e simplismente sair andando não é digno de um bom artista. Deixei bem claro no comentario que a Pink acha que ahazou, mas no fim das contas, nem fez nada demais . Cantar não gera mal estar nenhum em grávidas ok? Muitas grávidas ja deram show de voz com barrigão em palco! Vergonha para os fans dela que tem que ler esse tipo de críticas verdadeiras.

      • “Outra coisa que queria comentar é que desde que entendo por música, playback é quando há o fundo com a musica de estúdio. Então se a Pink tivesse dublado na hora que tocou a música, ela estaria fazendo plaback?”

        Se o microfone dela estivesse desligado e ela estivesse dublando, isso seria playback. Sou fã de longa data de Britney Spears e tive que aprender a reconhecer quando um artista faz playback e o que a P!nk fez foi usar base. Independente disto, ela já fez performances muito melhores sim, mas ela fez o mesmo que Rihanna fez em “What’s My Name” e que o Usher em “Dj Got Us Fallin’ In Love”, as quais você elogiou bastante.

        E sobre isso: “Dúvido que você teria capacidade de criar um texto com suas próprias opiniões sem esquecer de algo.”, não me subestime, haha.

        Enfim, obrigado por reconhecer os erros que pontuei.

  13. Lehonnardo Brunner

    Realmente um Blog de dignidade… Muito bom…

  14. Amigo, onde você viu o Usher fazer medley de sucessos da carreira? Porque ele só cantou “DJ Got Us Falling in Love”.

    Outro ponto falho do seu texto: Como a P!nk pode ter cantado mal e feito playback ao mesmo tempo? É algo meio impossível, já que o uso do playback é caracterizado pelo microfone desligado enquanto o cantor finge cantar. Não foi o caso, o microfone dela estava bem ligado, ela estava usando BASE como o resto dos artistas. E deixar de cantar partes da música enquanto a base toca para dançar é algo bem comum, se quiser, procura os lives da Kylie Minogue de “Better Than Today” ou “Get Outta My Way”, você vai ouvir a base rolando enquanto ela fala com platéia ou dança em alguns pontos das performances.

    Mais um: “Justin foi o único artista á levar 4 AMAs para casa … os demais levaram apenas um”, o Usher levou dois prêmios, assim como o Eminem.

    Adorei o modo como você ignorou os péssimos vocais de Rihanna em “Only Girl (In The World)”.

    Se informa mais pra criticar.

    • Ok. ninguén é perfeito, e todos tem direito de falhar. è claro que para fazer uma crítica se deve ter informações, mas creio que com tanto conteudo, pessoas como voce, deviam ignorar certos erros .. ate porque não há nada mais normal. Dúvido que você teria capacidade de criar um texto com suas próprias opiniões sem esquecer de algo. Outra coisa que queria comentar é que desde que entendo por música, playback é quando há o fundo com a musica de estúdio. Então se a Pink tivesse dublado na hora que tocou a música, ela estaria fazendo plaback? Então, não ache ruim se a maioria concordou que Pink e outros fizeram playback pq pra mim, aquilo não é base. Bom, é só isso. e enquanto aos erros, obrigado por nus alertar, é sempre bom ter pessoas que reparam erros e qualidades em nós. ;*

  15. Você ainda precisa aprender muito sobre música, amigo. Playback e dança não são os únicos elementos que fazem um bom show. Comentários superficiais e incoerentes.

    • Me desculpe, fui crítico demais nos comentários. É claro que não posso exigir nada em níveis profissionais, mas até que foi bom ver que você expôs sua opinião.

    • E sua opinião no final da contas é que … ? Comentário inútil foi o seu …

  16. concordo em partes .. concordo com o que voces falram sorbe a Xtina e Katy *-*

  17. Meu Querido, tenho que admitir
    você não sabe avaliar muito bem as coisas.
    Dizer que era esperado de Rihanna o Playback?
    Você não a Conhece Mesmo néh?
    Rihanna Faz AO Vivo.
    _____________________
    Os Outros comentários concordo com você.
    Mas você precisa avaliar direito.

    “performance de “Pray” marcou a evolução do Bieber, pois ele foi um dos poucos que cantaram uma música 100% ao vivo!”

    Todas ar Performances contam com a Ajuda de Playbacks ou Backvocal.
    em casos de gritos entre outros.
    Justin Decepcionou, sua musica é linda e mal interpretada.
    Como disse você deve avaliar direito.
    Ass. Vinicius (Critico Web)

  18. Fábio Borecki

    Parei no “geito”

    • Eu sabia que não iria agradar a todos, mas, o que posso fazer se poucos tem coragem de admitir o erro de alguns artistas ?

      • Você quer um comentário útil? Ótimo, te faço um agora. Teu texto ficou pessimo, e eu fiquei com pena de te critiar antes.

        Sobre a construção do texto e o uso do português:

        -Você cometeu vários erros gramaticais, de ortografia, pontuação, acentuação, os quais você poderia ter evitado caso tivesse revisado o texto que você mesmo escreveu, quantas vezes fosse necessario, ou pelo menos jogado no Word.

        -Você também não soube usar um vocabulário na norma padrão da língua portuguêsa. “Flopada”? Duvido você já ter lido isso em algum jornal, livro, ou outra publicação séria.

        -São perceptíveis diversas incoerências ao longo do texto, um exemplo claro disso é que no título e introdução do texto, você chama o AMA desse ano de “premiação dos playbacks”. Você critica o playback durante todo o texto, de maneira exaustiva e repetitiva e no final, fala que o AMA está a frente das demais premiações. Oi? Se essa premiação foi regada à playback, ela é a melhor premiação de todas? Essa foi a incoerência de maior destaque, mas há outras menores, como o fato de você falar que o AMA é “clássico” e “moderno” ao mesmo tempo. Clássico e moderno são características opostas, a menos que haja um contexto favorável, tudo bem? Não vou entrar em detalhes sobre as outras incoerências. Ah, e quando eu lembro de uma premiação verdadeiramente clássica, eu lembro do Grammy.

        Sobre a sua opinião, percebe-se que você ainda tem muito a aprender. Ficou claro que, para você, uma boa coreografia é muito melhor que uma boa voz. Vou comentar só sobre as apresentações que eu vi:

        Rihanna – Voce comentou que a apresentação dela teve um “destaque adiciona”l, o qual você ñ deixou claro para os leitores qual foi, e elogiou o fato dela dançar sozinha por duas músicas. Ao meu ver, a apresentação da Rihanna também foi a melhor, mas sinceramente, não teve nada que não tivesse nas outras apresentações. Ela desafinou mais do que a Miley Cyrus enquanto cantava, utilizou da base de fundo durante alguns momentos, e o fato dela dançar sozinha por alguns instantes não quer dizer que ela é mais capaz que os outros.

        Enrique Iglesias – Concordo com o pouco que você falou dele. Só não acho que ele foi prejudicado pelo nervosismo em momento algum.

        Miley Cyrus – Ela também me surpreendeu, mas de um bom jeito. Apesar da apresentação dela não ter nada de alegórico, como danças ou luzes, ela deu um show no quesito vocal. Miley conseguiu cantar quase perfeitamente, só desafinando um pouco no final, quando os vocais se tornavam mais agudos. Na minha opinião, ela desafinou muito menos que os outros artistas, e a voz dela ficou tão semelhante à versão em estúdio, que eu no começo eu estava em dúvida se ela realmente estava cantando ao vivo. E apresentações não precisam ser estrondosas para serem boas.

        Katy Perry – Desafinou um pouco sim, mas soube segurar o show. Não houve playback na apresentação dela, ao contrário do que você fala. E não é porque ela usou elementos semelhantes ao da sua apresentação do EMA que a apresentação dela foi um lixo. Eu mesmo já vi artista repetir a mesma apresentação com a mesma coreografia mais de uma vez.

        P!nk – Ela, ao contrário do que você fala, não fez playback. Como já comentaram a cima, ela apenas usou uma base de fundo, o que é mais do que normal em apresentações do tipo, e cometeu o erro de parar de cantar em alguns momentos, enquanto fazia os passos mais complexos da coreografia. Isso foi exatamente o que o Usher fez também, o qual você adorou a apresentação. Comentarei mais abaixo.

        Christina Aguilera – Você elogiou os vocais, mas criticou o cenário e a coreografia. Quer dizer que a apresentação dela foi ruim só porque faltou produção? Quer dizer que, para você, apresentações acústicas são todas péssimas?

        Usher – Mais uma vez você fala que um artista usou o playback, ao usar uma base de fundo, mas só porque houve muita dança “no melhor estilo Pussycat Dolls” a apresentação dele foi uma das melhores. Oi? A apresentação do Usher foi, sinceramente, a pior das que eu assisti. Apesar de cantar os versos, não conseguiu cantar um refrão sequer, soltando só umas rimas aqui ou ali. Rimas, isso mesmo, porque a melodia aguda do refrão foi totalmente trocada por algo que mais parecia rimas de hip hop, de tão pausadas e graves que eram, enquanto uma voz robótica por trás, fazia todo o trabalho.

        Backstreet Boys e New Kids On the Block: Você fala que foi gostoso relembrar os sucessos das boy bands, mas que já estão velhos demais para dançarem as danças do Mickey Mouse. Como você queria que eles relembrassem os seus sucessos? Sentados, cantando ao som do violão? Porque que eu saiba, o charme das boy bands nos anos 90, eram justamente as coreografias. Boy band sem coreografia, não é boy band.

        Queria pelo menos, parabenizá-lo pelo esforço de escrever um texto com esse, e expor sua opinião. Espero que dessa vez meu comentário tenha sido mais útil que o anterior.

        • O Raul disse tudo, amigo.
          E pior que a falta de coerência no texto, somente seus erros gramaticais, atente pra isso, pois tem alguns que são assustadores.
          Enfim, termino dando um “quote” no comentário anterior do Raul, que de modo resumido abrange tudo que pensei:
          “Você ainda precisa aprender muito sobre música, amigo. Playback e dança não são os únicos elementos que fazem um bom show. Comentários superficiais e incoerentes.”

        • Ok, você e todos tem todo o direito de falar o que quiserem, porem, não admito falar que meu português está desvalorizado apenas porque usei expressões como “flopada”. Caso voce não saiba, blogs ou sites com o mesmo tema que o nosso, usam um vocabulário muitas das vezes piores.. e eu fico honrado por ter acertado na maioria do texto! Então, não estou aqui para fazer uma matéria pra o “Folha de São Paulo”, e sim, para um site onde todos possam entender.. e não importa se foram usado gírias ou não.

          Nós citamos, e deixamos bem claro que o AMA é algo á ser comparado ao Grammy, por esse motivo usamos o ‘clássico’ e usamos o termo ‘moderno’ para caracterizar o tipo de convidados que estavam ali para se apresentar, ou seja, algo similar ao VMA.

          Nós percebemos que você usou comentarios do texto pra fazer suas críticas, fique sabendo, que não só com opiniões da nossa equipe, esse texto foi formado a partir de comentários dos próprios fans. Desculpe se a verdade dói em você, mas Miley deu um péssimo show e os proprios fans concordaram em dizer o mesmo. É questão de gosto … uma coisa que me incomoda muito, é o fato da Pink.. O que ela fez foi sim playback, mas não se deu nem o trabalho de dublar .. ou seja, DESCARADA! Não creio que um artista de qualidade se renda á ‘base’ durante todo o show!!! E pelo o que eu conheço, ‘base’ seria a ajuda do backvocals e ate mesmo da propria canção original .. mas nada que ultrapasse meia performance. Pink não fez nada além de andar no palco .. É justamente apenas uma base para os artistas.

          Enfim, você apresentou fatos ótimos e outros nem tanto, mas tambem gostaria de falar que você arazou no comentário. E não pense que me ofendi em algum momento, porque na verdade, fico feliz em saber que tem pessoas querendo melhorar o nosso trabalho. Dicas sempre são bem vindas .. no mais, nós apenas achamos que você devia -antes de julgar algo de terceiros- lesse e conferisse seu comentário, pois contem erros tambem. Bom, mesmo assim o site tem a função de corrigir….fikdik

          • aah, esqueçi … MEU SITE NÃO VAI PERDER A CREDIBILIDADE SÓ PORQUE O MEU ‘IDÉIAS’ NÃO TEVE ACENTO. ok ? ;*

      • TODOS cometeram erros durante uma premiação pelo menos 1 vez –‘
        eu concordo com TUDO o que o Raul disse.
        Você só sabe ver os erros dos outros,mais os ”erros” da premiação estão muito melhores do que os seus erros de português querido.
        Eu queria ver você no lugar de algum desses que voce criticou,se voce iria se sair melhor do que eles..
        o comentário do Raul,não foi inútil e sim esse seu texto sem pé nem cabeça 🙂
        o seu erro não é admitir o erro dos artistas e sim ENXERGAR realmente onde está o erro,e fazer uma critica construtiva em vez de enxer lingüiça.
        Uma observação especial, a música da Miley foi em homenagem a Demi e creio que foi uma boa escolha,gosto da música.

        • Respondendo sua resposta ao meu comentário: o meu texto teve sim trechos do seu, até porque minha intenção era comentar o texto de vocês, e não a premiação. Não faria sentido falar a minha opinião apenas, se minha intenção não era fazer uma nova resenha sobre a premiação. E o meu texto, diferentemente do seu, pode ter os erros que eu conseguir colocar nele, já que é só um comentário. Ele não foi feito para impressionar nem para passar credibilidade a ninguém, e não é o nome do meu blog que está em jogo. E eu posso sim julgar os erros do seu texto como bem entender, já que você permitiu a postagem de comentários, e até comentou que os preferia de forma útil.

          @rauldegouveia hehehe

  19. Tá valendo ;*

  1. Pingback: American Music Awards 2010: a premiação dos playbacks e medleys! (via Fewoffs NOW!) « O Mundo da Música Rock

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: