LOVE?: Como uma fênix, Jennifer Lopez faz retorno poderoso!

Fracassar uma, duas ou três, pode acabar com uma carreira, mas às vezes, tombar eleva o nível e faz do fracassado um eterno vencedor. Além do mais, não serão tombos feios que tirarão Jennifer Lopez do posto de diva, pois até aí, foram anos de carreira!

LOVE?

Nessa semana, Jennifer Lopez lançou, entre trancos e barrancos, a lenda viva “LOVE?”. Foram muitos boatos e muitas controvérsias envolvendo o lançamento do disco, mas antes da análise ao álbum, vamos retomar os episódios que fizeram do histórico de Jennifer, o mais conturbado possível.

Embora tudo tenha começado em 2009 com o “lançamento” de “Fresh Out The Oven”, obviamente, aquele hit baladeiro não era a escolha certa para carro chefe. “LOVE?” seria, primeiramente, lançado em 2010, coincidindo com a divulgação do filme “Plano B”. O primeiro single, “Louboutins”, sofreu ‘boicote’ nas rádios e teve baixa repercussão. Após algumas performances de espantar curiosos, Jennifer não teve retorno e o single foi abandonado para o lançamento de “What Is Love?”, cuja finalidade era divulgar “Plano B”. Entretanto, o fracasso dominou tais projetos. Contudo, como uma fênix, Jennifer voltou ao topo do cálice e agora abusa do seu poder como uma das maiores e melhores divas do momento! “LOVE?” é uma mixtape perigosa que ferverá o ano de 2011 com singles que prometem fazer uma batalha feroz entre os artistas que também farão amplos lançamentos.

Parece um pouco obsessiva, mas a forma que Jennifer se agarrou á esse é álbum é de se admirar. Desde fevereiro, foram lançados 3° singles até o momento, incluindo o hit “On The Floor”, que é o primeiro single ‘melhor’ sucedido desde 2006. “I’m Into You” é o segundo e atual single do álbum e é basicamente, a surpresa do “LOVE?”. A canção é grandiosa e cativa o ouvinte com um ritmo R&B que lembra os hits de 2007. O rapper Lil’ Wayne faz toda a diferença nesse caso e embora pareça adverso, a sintonia entre os artistas é de se admirar. O terceiro single é “Papi”, que desde já tem mostrado um desempenho melhor que alguns outros singles da carreira de Jennifer. O refrão é agitado e massacrante! RedOne tem usado sua mesma fórmula de “Poison” e “Judas” nas canções desse álbum e embora tais produções sejam incríveis, convenhamos que a cada dia, a formula se repete várias vezes e isso pode falhar algum momento.

Num álbum completo como “LOVE?”, que abrange diversos ritmos como o POP, eletrônico, house, hip-hop, R&B, eletropop, baladas e hits dançantes, o melhor de cada um deles foi extremamente bem aproveitado em junção do talento de Jennifer mais o equipado time de produtores. E nesse álbum que aparentemente não contém erros, a menos melhor música é “Good Hit”, que tem uma letra egocêntrica e inútil, uma batida popular e enjoativa, e versos ainda menos criativos como os repetitivos ‘la la la’. Jennifer Lopez apresentou nessa faixa, um mau uso dos efeitos vocais ás quais todas as cantoras com potência vocal deveriam banir de suas produções. Realmente, essa poderia ter ficado de fora.

E nessa mistura de músicas antigas com músicas recém gravadas, “(What Is) Love?” e “Until It Beats No More” são baladas motivadoras e que por mero capricho, entraram para a tracklist final por serem as queridinhas dos fãs. E para encerrar essa viajem pelo novo mundo de Jennifer Lopez, a finalização de “LOVE?” supera o famoso título “Femme Fatale”, que perto do trio “Invading My Mind”, “Villain” e “Hypnotico” não significa absolutamente nada. Lady Gaga colocou um pouco de sua ousadia em “Hyonotico” e o resultado é um smash hit que com certeza chamará a atenção de todos no futuro.

TRACKLIST (Clique no nome para ouvir)

01. “On the Floor” (featuring Pitbull) (Produced by RedOne)
02. “Good Hit” (Produced by Stewart Tricky Stewart, The-Dream)
03. “I’m Into You” (featuring Lil Wayne) (Produced by StarGate)
04. “(What Is) Love?” (Produced by D’Mile)
05. “Run the World” (Produced by Tricky Stewart, The-Dream)
06. “Papi” (Produced by RedOne, BeatGeek, Jimmy Joker)
07. “Until It Beats No More” (Produced by Radio)
08. “One Love” (Produced by D’Mile)
09. “Invading My Mind” (Produced by RedOne, Jennifer Lopez, Stefani Germanotta, BeatGeek, Jimmy Joker)
10. “Villain” (Produced by Tricky Stewart, The-Dream)
11. “Starting Over” (Produced by Danja)
12. “Hypnotico” (BonusTrack) (Produced by Jimmy Joker)

Anúncios

Publicado em 07/05/2011, em Álbuns, Jennifer Lopez. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. liiiiiiiiiiiiiiiiinnnnnnnnnda .. ainda bem que voltouu

  2. comentários coerentes, sutis e super verdadeiros. eu amei essa crítica pq foi mt lealista. GOOD HIT é realmente a B**** do cd, mas o final é excelente

  3. “Papi” E “Hypnotico”

    AMO

  4. linda a capa, adorei o cd, fantástica a crítica. CONCORDO COM TUDIIISSSIMO! ai, que orgulho da minha j.LO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: