Rihanna é vítima de racismo novamente!

Ofensa partiu de uma das editoras da revista holandesa “Parlour”, Eva Hoeke – saiba mais da polêmica confusão


.
.
.
Nessa última semana, Rihanna foi vítima de racismo em um hotel em Lisboa, quando um rapaz lhe chamou de ‘cadela e vagabunda’, se referindo a mulheres negras.

Agora, a cantora de Barbados foi agredida por uma editora renomeada holandesa, Eva Hoeke. Eva publicou na revista “Parlour” que Rihanna era uma vadia negra que ficava seminua no palco.

A confusão ficou completa após Rihanna enviar uma série de tweet em resposta à Eva. Leia abaixo o que a cantora teve à dizer:

“Eu espero que você saiba ler em inglês, mas sua revista é uma pobre representação da evolução dos direitos humanos. Te achei desrespeitosa e um pouco desesperada! Você fugiu do legítimo e civilizado direito de escrever! Há milhares de garotas holandesas que adorariam ser reconhecidas pelas contribuições ao seu país e que você poderia ter dado espaço. Ao invés disso, resolveu imprimir algo degradante sobre uma raça inteira. Esta é a sua contribuição ao mundo! Incentivou a segregação e enganou futuros líderes a agirem no passado! Você coloca duas palavras juntas, com a intenção de humilhação, isso não faz sentido. ‘N — A VADIA’?!…. Bem com todo o respeito, em nome da minha raça, aqui estão as minhas duas palavras para você: F — VOCÊ!”.

Publicado em 21/12/2011, em Boatos/Fofoca, Rihanna. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. ninguem tem direito de chamar a melhor cantora do mundo de vadia nem de vagabunda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: