CINDERELLA’S EYES: Conto de fadas misturado com eletrônico – Essa é Nicola Roberts!

“Cinderella’s Eyes”, antes mesmo de ser escutado, poderia ganhar uma nota 10, pois além do ótimo bom gosto para escolhas que vão da tracklist e títulos, até ao nome artístico da cantora, há a capa mais leal ao tema e simpática do ano. Nada mais original. E depois de escutado, o álbum ainda vale 10, até porque não existe nota superior.

CINDERELLA’S EYES
(NOTA 89)

Para ex integrante da girlband Girls Aload, cujo futuro é facilmente previsível, Nicola Roberts fez questão de mostrar seu melhor em um álbum POP legítimo. O tal futuro que poderíamos esperar da jovem, certamente estaria entre roupas decotadas e sensuais, músicas com batidão e pouco conteúdo e até talvez alguma polêmica envolvendo sua originalidade, e por essa porção de tópicos, Nicola entrou na segunda estrada, claro, para não virar também uma Cheryl, sem ofensas.

A originalidade de Roberts, entretanto, não passa de apenas bom gosto. Os vocais são, muitas vezes, cansativos e enjoativos, por serem muito afinados. Nicola faz muito uso do vibratório no final das palavras, dando às faixas em geral uma característica muito comum. Mas além dos vocais, o grande diferencial do disco, “Ciderella’s Eyes” tem outra característica marcante: a vibe dark mística.

“Beat Of My Drum” é a primeira faixa do disco, e também o primeiro single oficial. Tal faixa é uma divertida gravação que se submete ás raízes R&B misturado com um POP tribal inconfundível. E mesmo se tratando de um disco pop dançante, eletrodance e techno, as músicas tem um tempero místico sedutor, lembrando artistas como Gwen Stefani e Bjork. É realmente mágico se envolver com as histórias inspiradas em contos de fadas que Nicola Roberts criou.

A magia não termina na primeira faixa. Pelo contrário, de acordo que o disco chega ao seu fim, a química mágica acontece mais e mais. “Lucky Day” é uma faixa sensacional. Basicamente, superior a todos os lançamentos de Rihanna e Katy Perry nos últimos meses. O gênero synthpop foi muito bem empregado e a diversão de um dia alegre vem à tona.

Logo após essa introdução fantástica, o álbum segue com “Yo-Yo”, “Cinderella’s Eyes” e “Porcelain Heart”. A primeira citada, “Yo-Yo”, se trata da melhor faixa do disco. É uma balada ritimada com alguns sons retirados do jazz e hip-hop. Além do mais, a melodia é agradável fazendo do momento em que Nicola canta sussurrando fantástico, capaz de fazer uma pessoa explodir por sentir vários sentimentos simultâneamente. Outra faixa mística é “Cinderella’s Eyes”. Poderia ser Lady GaGa ou Britney Spears, mas é mais além. A faixa-título tem um potencial único, assim como seus próprios elementos.

“I”, é a faixa mais original e inesperada do disco. Supera qualquer expectativa, até porque essa faixa merece um destaque especial. Os vocais chegam à irritar, pois de fato, são os mais afinados e sensíveis que um ser humano é capaz de reproduzir. Mas, com tudo, uma letra incrível, um instrumental crescente, faz parte dos adjetivos de “I”, que pegou todos de surpresa. Essa é Nicola Roberts!

“Everybody’s Got To Learn Sometime” e “Say It Out Loud” marcam um momento despretensioso, simbólico e facilmente escolhido como o melhor do álbum. Já “Gladiator”, a música mais dançante e pesada do “Cinderella’s Eyes”, trouxe uma sensação completamente vergonhosa. Podemos perceber a cópia descarada de “What You Waiting For?”, de Gwen Stefani, por parte de Nicola. Talvez não seja uma cópia propriamente dita, mas esperamos ler o nome de Gwen Stefani nos créditos.

Antes do grande final, ouvimos a pior faixa do disco – e a pior do ano também: “Fish Out Of Water”. Realmente, não agradou tanto quando “Sticks + Stones“, que finalmente fecha o “Cinderella’s Eyes” com chave de ouro, nos levando à um mundo diferente.. que à tempos não visitamos desde “Breakaway” ou “Killer Love”.

TRACKSLIST

01. “Beat of My Drum” (Produced by Tikovoi)
02. “Lucky Day” (Produced by Traxstarz)
03. “Yo-Yo” (Produced by Tikovoi)
04. “Cinderella’s Eyes” (Produced by Tikovoi)
05. “Porcelain Heart” (Produced by Tikovoi)
06. “I” (Produced by Metronomy)
07. “Everybody’s Got to Learn Sometime” (Produced by Tikovoi)
08. “Say It Out Loud” (Produced by Invisible Men)
09. “Gladiator” (Produced by Tikovoi)
10. “Fish Out Of Water” (Produced by Metronomy)
11. “Take A Bite” (Produced by Invisible Men)
12. “Sticks + Stones” (Produced by Tikovoi)

  1. fabuloso esse álbum.
    realmente, um dos melhores do ano e um dos melhores entre o POP

  2. Camila Herbert

    Excelentes argumentos.
    mais uma vez,
    o autor das análises detonou!

    Parabéns

  3. Adoro várias músicas desse álbum
    Adorei a Crítica!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: